Busca
Site Web
  Canais
  Acesso
       Anuncie
       Cadastro
       Expediente
       Fale conosco
Cultura
 
15/10/2004
A importância da música da infância
 
Da Redação
 
Desde o surgimento e formação do ser humano no útero materno, ainda nas primeiras semanas de gestação, nosso corpo inicia o contato com diversos sons. A batida do coração, a voz da mãe, os órgãos constituintes do corpo em plena atividade, entre outros possíveis exemplos, são formas de evidenciar que o som faz parte ativa da vida de um ser humano não só durante o desenvolvimento do feto, mas também após seu nascimento. O som, entre outras tantas funções, permite a criação de músicas, sejam elas unicamente sonoras (como a música clássica), sejam elas com a junção dos sons às palavras.

A música, como "linguagem de expressão", faz parte da formação global da criança. Segundo afirma Vladimir Zapata, professor de música da Trilha da Criança Centro de Educação Infantil, "ouvir música, explorar sons, aprender uma canção, realizar brinquedos rítmicos, etc, são atividades que despertam, estimulam e desenvolvem na criança o gosto pela atividade musical, além de atenderem às necessidades de expressão que passam pela esfera afetiva, estética e cognitiva. Realizar atividades musicais significa integrar experiências que envolvem a vivência, a percepção e a reflexão".

Na Trilha da Criança as aulas de música trabalham com os aspectos sensoriais aliados ao trabalho educacional desenvolvido pela escola desde o berçário. "No caso da música associada ao ambiente escolar, trabalhamos questões como: ritmo, harmonia dos sons, disciplina, concentração, trabalho em grupo, memória, idéia de tempo e associação de idéias afins", diz Ana Paula.

O professor Vladimir Zapata, do Berçário ao Maternal III, procura desenvolver a musicalização através de um repertório próprio para esta idade, tirado do folclore ou de compositores conhecidos ou não. Dentro desse repertório, Zapata trabalha a música associada ao movimento de mãos, braços, face, etc, e sons produzidos pela voz, apresentando também às crianças instrumentos percussivos com o objetivo de chamar-lhes a atenção para os diferentes tipos de sons.

"O chocalho, o tambor, o triângulo, o reco-reco dentre outros, são oferecidos a elas com a intenção de descobrir os sons que eles podem produzir, quando tocados. Obviamente que esse trabalho não tem um resultado imediato, entretanto a integração, por parte da criança, da música aos gestos e movimentos e a exploração, a observação e a manipulação dos instrumentos musicais, possibilitarão o despertar da atenção e do gosto, dos alunos, para o fenômeno sonoro", reitera o professor. Para ele, é importante ressaltar que a iniciação musical nos primeiros anos de vida pode propiciar, posteriormente, um maior interesse e sensibilidade das crianças por essa atividade artística.

Com o passar do tempo, o ideal é que a criança de continuidade a musicalização. Na Trilha, os alunos estudam música até o 3o período, possibilitando o contato com a música em diversas fases da vida.

Para Solange Figueiredo Nogueira, terapeuta ocupacional da Trilha da Criança, "a aula de música está inserida no berçário para ampliar a vivência das crianças dentro das atividades desenvolvidas. Essas atividades têm caráter exploratório, os objetos musicais são descobertos pelas crianças através da visão, som e vibração, ou ainda por meio da manipulação dos instrumentos".

As aulas de música no berçário procuram respeitar a dinâmica dos bebês, que mantém um tempo de atenção pequeno em cada atividade. As berçaristas são orientadas para motivá-los a participar das aulas e ao mesmo tempo oferecer novos estímulos quando necessário. Conforme explica a diretora da Trilha da Criança, Ana Paula R. Bartolomeu, existem duas berçaristas que dão apoio às crianças, durante as aulas de música, garantindo um trabalho em grupo, porém individualizado, ou seja, de acordo com o ritmo de cada criança. " A dinâmica da criança no primeiro ano de vida é muito própria e específica. As atividades devem ser prazerosas e trazerem benefícios para nossos alunos", afirma.

Do 1º ao 3º período, Vladimir Zapata explica que trabalha as propriedades básicas da música, porém ainda no universo sensorial e na experimentação, nunca conceituando (explicando teoricamente), mas vivenciando. "Dessa forma, procuro realizar atividades em que as crianças possam perceber os sons graves, agudos e médios, as pausas (silêncio), os sons longos, curtos e médios (tempo musical), o contraste (sons contactos ou tocados com intensidades diferentes), andamentos (músicas rápidas, lentas ou médias), afeto (músicas alegres, tristes) e o ditado musical (música já conhecida pelas crianças e elas tem que dizer qual é)".

Adriana Alvarenga, coordenadora da Trilha da Criança, salienta que "no 3º período ampliamos o trabalho através das aulas específicas com a flauta, que é vista como ''instrumento iniciador'', pela simplicidade de se produzir sons". Ainda sobre as aulas de flauta para alunos do 3o período, Zapata diz que "a ''flauta doce'' é o instrumento melódico mais fácil de ser executado depois da voz humana e possui uma sonoridade bela cujo som se assemelha muito ao canto dos pássaros".

Sobre estilos musicais, Ana Paula diz que não há como limitá-los. "O papel da escola é oferecer um repertório diversificado e até fazer uma análise crítica em relação ao conteúdo. Sugerimos também aos pais que ofereçam músicas de qualidade e acompanhem seus filhos, para conhecer e analisar com eles o que gostam ou não gostam", conclui.

imprimir enviar por e-mail índice  

Matérias relacionadas:

29/11/2011 -Decisão tomada: Cine Belas Artes não será tombado
08/09/2010 -Ladodalua despede-se do Bourbon Street e deixa saudade
23/06/2010 -Baixo das Mangas é o novo livro de Alfredo Assumpção
20/05/2010 -Paulo Skaf inaugura teatro do Sesi-SP em São José dos Campos
20/05/2010 -Sesi Vila Leopoldina apresenta a peça 9:50 Qualquer Sofá

  Compras

Anuncie | Segurança e privacidade | Aviso legal | Sobre nós | Adicione aos favoritos | Torne sua home

www.viadeacesso.com.br - © Copyright - Todos os direitos reservados

Pegue seu feed